Matheus Pereira fatura bronze no Mundial Juvenil

Judoca do SESI Bauru é o terceiro melhor do mundo na competição mais importante do ano da categoria Sub-18

 Por: Marcelo Ferrazoli, SESI Bauru
26/09/201911:24- atualizado às 16:58 em 16/10/2019

O judoca do SESI Bauru, Matheus Pereira (66kg), conquistou a medalha de bronze, nesta quinta-feira, 26, na mais importante competição da temporada da categoria Sub-18: o Campeonato Mundial Juvenil, que está sendo realizado em Almaty, no Cazaquistão, com 460 atletas de 61 países.

Disputando a categoria Meio-Leve, Matheus venceu as lutas preliminares diante do americano Dimitri Gamkrelidze e do azeri Matin Rzazade e, nas quartas de final, ganhou do cazaque Tilegen Tynarbay. Já na semifinal foi superado pelo russo Abrek Naguchev e, na disputa do bronze, venceu o japonês Yamato Fukuda.

O Mundial prossegue nesta sexta, 27, com as lutas dos pesos Meio-Médio e Médio (57kg, 63kg, 73kg e 81kg). Finalizando as disputas individuais, vão ao tatame, no sábado, 28, os atletas das categorias Meio-Pesado e Pesado (70kg, +70kg, 90kg, +90kg). No dia 29, domingo, último dia de competição, acontecerão as disputas por equipes mistas.

Grand Slam e Mundial Sub-21

O judô do SESI Bauru se concentrará agora na preparação para outras duas importantes competições: o Grand Slam e o Campeonato Mundial Sub-21.

O Mundial Sub-21 será disputado em Marrakesh, no Marrocos, de 12 a 20 de outubro, com as presenças dos judocas do SESI Bauru Renan Torres, Michael Marcelino e Giovanna Fontes. Já o Grand Slam será em Brasília, no Centro Internacional de Convenções do Brasil, no período de 6 a 8 de outubro e distribuirá até mil pontos no ranking mundial classificatório para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. 

A lista para disputar o Grand Slam conta com os principais judocas do Brasil, como os medalhistas olímpicos Rafael Silva “Baby” (+100kg), Felipe Kitadai (60kg), Mayra Aguiar (78kg), Ketleyn Quadros (63kg) e Rafaela Silva (57kg), além de jovens promessas das categorias de base, como o campeão dos Jogos Pan-Americanos de Lima, Renan Torres (60kg), e Giovanna Fontes (78kg), que representarão o SESI Bauru na competição.

A escolha dos convocados para essa etapa do Circuito Mundial da Federação Internacional de Judô (IJF) passou por critérios meritocráticos estabelecidos pela Confederação Brasileira de Judô (CBJ) e também por avaliação técnica do desempenho de atletas em competições internacionais e nacionais, como o Troféu Brasil de Judô, que aconteceu nos dias 19 e 20 de setembro, também em Brasília, e foi observado pela comissão técnica da equipe principal. Dessa forma, foram chamados os dois melhores judocas brasileiros de cada peso no ranking mundial sênior (WRL), um atleta por performance técnica no Troféu Brasil e um atleta da base. 

“Disputar um Grand Slam em casa nos dá a oportunidade de experimentar novos nomes e de dar experiência de alto nível para os atletas da base que estão no processo de transição e contribuem para renovação da equipe principal. Além disso, os nossos principais atletas, que estão brigando por vagas olímpicas, terão uma grande oportunidade de buscar pontos importantes no ranking com a vantagem de lutar em casa, sem o desgaste de uma longa viagem e com o apoio caloroso da torcida brasileira. Mas, não temos dúvidas de que será uma competição duríssima e de que precisaremos lutar muito para conquistar esses pontos em Brasília”, avalia o gestor de Alto Rendimento da CBJ, Ney Wilson Pereira.

Matheus Pereira (primeiro à dir.) no pódio da Meio-Leve no Mundial Sub-18, no Cazaquistão

Leia também