Alunos do SESI/SENAI vão à Las Vegas para competição de robótica

É a primeira vez que uma equipe bauruense participa do campeonato First Robotics Competition (FRC)

 Por: SESI Bauru
14/03/201910:20- atualizado às 10:23 em 14/03/2019

Dez alunos e quatro mentores (professores) do SESI/SENAI compõem a Octopus #7567, equipe de robótica de Bauru que viaja no dia 25 de março a Las Vegas, para participar do First Robotics Competition (FRC).

Formado pela parceria entre as instituições SESI e SENAI, o projeto visa incorporar o ensino médio do SESI com o famoso ensino técnico do SENAI, para que os alunos tenham toda a autonomia e base e assim possam se desenvolver na complexidade apresentada pelo torneio.

As escolas SESI já acumulam experiência com outros torneios, que começaram a partir da introdução da ciência e tecnologia na rede SESI-SP, em 2006. Atualmente, os alunos dos ensinos fundamental e médio têm a oportunidade de participar de torneios de robótica, que os coloca em contato com conceitos de engenharia e matemática, estimula a pesquisa e o interesse pela ciência e tecnologia. A FLL (FIRST Lego League) é uma dessas competições, que já trouxe ao SESI inúmeras premiações, mas abrange uma faixa etária menor comparada à FRC, que por sua vez se estende e trabalha com alunos de até 18 anos.

A FRC é uma competição anual apresentada pela empresa sem fins lucrativos “FIRST”, que visa a expansão da ciência e tecnologia a comunidade.

Este ano, a Regional que a equipe participará será a de Las Vegas, Nevada, entre os dias 27 e 30 de março. As regionais ocorrem ao redor do mundo, em países distintos.

Com o objetivo de passar para a última fase do campeonato, em Houston, Texas, a Octopus #7567 tem a meta de obter uma importante premiação chamada “Rookie All-Star”, voltada para as equipes novatas, e que garante vaga no mundial, que acontecerá nos dias 17 a 20 de abril.

Levando o S.T.E.A.M (Science, Technology, Engineering, Arts and Mathematics) – em português: Ciência, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática –  para a comunidade, a equipe já realizou apresentações em escolas estaduais e participou de eventos organizados pelo próprio SESI.

O robô foi embalado e enviado aos EUA no dia 16 de fevereiro, construído e programado para superar o desafio do ano (Deep Space), uma proposta de jogo espacial em que o robô, construído e programados pelos alunos, tem que cumprir algumas tarefas, como carregar objetos.

Para a equipe, entre a construção do robô, programação, a divulgação em eventos e nas mídias sociais e o design de marca, o que se sobressai é o trabalho em equipe, que é a verdadeira chave para a vitória.

Leia também